Coleções > APRESENTAÇÃO

APRESENTAÇÃO

A formação do acervo de artes plásticas do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro inicia em 1951 e contava até 1978 com cerca de 1000 obras. Após o incêndio em 1978 90% das obras foram perdidas. Na década de 1980 diversas campanhas foram realizadas buscando restituir a coleção através de doações e patrocínios. Foi iniciada em 1986 a coleção de fotografia e equipamentos que hoje somam cerca de 3800 itens. Com doações particulares e privadas e patrocínios para aquisições, o museu adquiriu importantes obras históricas e contemporâneas totalizando hoje cerca de 6500 obras.

Complementando a sua coleção, importantes comodatos foram assinados. A coleção Gilberto Chateaubriand, que desde 1993 encontra-se no MAM, possui também cerca de 6.500 obras, sendo uma das mais completas coleções de arte brasileira moderna e contemporânea. Da mesma maneira, em 2005, a coleção Joaquim Paiva, trouxe para o museu quase 2 mil fotografias nacionais e estrangeiras.

Os acervos de artes plásticas oferecem aos curadores e pesquisadores uma visão ampla da arte brasileira e estrangeira em um só lugar, que podem ser vistos pelo público em exposições temporárias e nas exposições permanentes.

  • Mantenedores