CINEMATECA

> ATUAIS

Abril 2015

O Rio de Janeiro sob o olhar estrangeiro + Mulher, literatura e cinema no Brasil + Cinema novo alemão

 O RIO DE JANEIRO SOB O OLHAR ESTRANGEIRO

Dando prosseguimento à mostra comemorativa dos 450 anos do Rio de Janeiro, a Cinemateca continuará apresentando em março produções estrangeiras filmadas na cidade. O Rio de Janeiro, com toda a sua beleza, tem servido de locação para vários filmes internacionais.

 

 

MULHER, LITERATURA E CINEMA NO BRASIL

Integrando o evento Palavras e Maravilhas entre Marselha e Rio, organizado por L’Apprentis de l’esperance, a Cinemateca apresenta em abril esta mostra que traz filmes adaptados da obra de escritoras brasileiras e também dirigidos por diretoras a partir da literatura nacional.

 

CINEMA NOVO ALEMÃO

A Cinemateca, juntamente com o Instituto Goethe, apresenta uma mostra de cinema novo alemão. O movimento, das décadas de 1960 e 1970, foi influenciado pela nouvelle vague e pelos protestos de 1968. Serão exibidas obras de importantes expoentes, como Werner Herzog, Alexander Kluge, Volker Schlöndorff, Werner Schroeter, entre outros.

 

 

sab 04

16h – Rio de janeiro – Romance carioca de Robert Z. Leonard. EUA, 1950. Com Ann Sothern, Jane Powell, Carmen Miranda. Legendas em português. 100’. Cópia em DVD.

Jovem atriz chega ao Rio de Janeiro no intuito de ser escolhida a estrela principal de uma nova produção.

Classificação indicativa – livre.

 

18h – Rio de Janeiro – Garota do Rio (Die siben Männer der Sumuru) de Jesus Franco. Espanha/Alemanha/EUA, 1969. Com Shirley Eaton, Richard Wyler, Georges Sanders. Legendas em português. 94’. Cópia em DVD.

Ficção científica rodada no Rio de Janeiro tendo o Museu de Arte Moderna como locação.

Classificação indicativa – 16 anos.

 

 

dom 05

16h – Rio de Janeiro – É tudo verdade (It’s all true) de Orson Welles, Richard Wilson, Norman Foster, Myron Meisel, Bill Krohn. EUA, 1993. 89’. Cópia em DVD.

Documentário sobre o filme inacabado de Orson Welles, rodado na América Latina, com um episódio no Rio de Janeiro.

Classificação indicativa – 14 anos.

 

18h – Rio de Janeiro – 007 contra o foguete da morte (Moonraker) de Lewis Gilbert. Grã-Bretanha/França, 1979. Com Roger Moore, Lois Chiles, Michael Lonsdale. Legendas em português. 126’. Cópia em DVD.

Um avião carregando um foguete espacial sofre um acidente, mas quando o Serviço Secreto Britânico vai examinar os destroços não encontra nenhum vestígio da espaçonave.

Classificação indicativa – 14 anos.

 

 

qui 09

18h30 – Sessão Latina – Sala escura – Conflito das águas (También la lluvia) de Icíar Bollaín. México/Espanha/França, 2010. Com Gael García Bernal, Luis Tosar, Karra Elejalde. 103’.

Narra a rodagem de um filme em torno do mito de Cristovão Colombo.

Classificação indicativa – 14 anos.

 

sex 10

18h30 – Mulher, literatura e cinema no Brasil – O Corpo de José Antônio Garcia. Brasil, 1996. Com Antônio Fagundes, Marieta Severo ,Cláudia Jimenez. 80’.

Adaptação do conto Via crucis do corpo de Clarice Lispector. Mostra um triângulo amoroso formado por um farmacêutico e suas duas esposas.

Classificação indicativa – 16 anos.

 

sab 11

16h – Mulher, literatura e cinema no Brasil – Eternamente Pagu de Norma Bengell. Brasil, 1988. Com Carla Camurati, Antônio Fagundes, Esther Góes. 100’.

Pagu foi uma das figuras mais polêmicas do modernismo brasileiro. Viveu com Oswald de Andrade e Tarsila do Amaral um triângulo amoroso muito escandaloso para a época.

Classificação indicativa – 16 anos.

 

18h – Mulher, literatura e cinema no Brasil – A Hora da Estrela de Suzana Amaral. Brasil, 1986. Com Marcélia Cartaxo, José Dumont, Tamara Taxman. 96’.

Baseado no romance homônimo de Clarice Lispector. Macabéa é uma migrante nordestina semi-analfabeta, que trabalha como datilógrafa numa pequena firma em São Paulo.

Classificação indicativa – 16 anos.

 

dom 12

16h – Mulher, literatura e cinema no Brasil – Gregório de Matos de Ana Carolina. Brasil, 2003. Com Waly Salomão, Ruth Escobar, Marília Gabriela. 70’.

A vida do irreverente poeta Gregório de Matos, que viveu na Bahia no século XVII.

Classificação indicativa – 16 anos.

 

18h – Mulher, literatura e cinema no Brasil – Os Inconfidentes de Joaquim Pedro de Andrade. Brasil, 1972. Com José Wilker, Luiz Linhares, Paulo César Pereio. 100’.

História da conspiração para libertar o Brasil da opressão portuguesa em fins do século XVIII. Baseado no Romanceiro da Inconfidência de Cecília Meirelles e também em Tomás Antônio Gonzaga.

Classificação indicativa – 16 anos.

 

qui 16

18h30 – Sessão Plano – Cabeças cortadas (Cabezas cortadas) de Glauber Rocha. Espanha/Brasil, 1970. Com Pierre Clémenti, Francisco Rabal, Marta May. 95’.

Dentro de um castelo, em algum lugar no terceiro mundo, uma espécie de rei sem coroa, tem lembranças delirantes.

Classificação indicativa – 16 anos.

 

sex 17

18h30 – Extra – Os onze diabos (Die Elf Teufel) de Zoltan Korda. Alemanha, 1927. Com Gustav Fröhlich, Evelyn Holt, Lissy Arna. Legendas em português. 98’. Cópia em DVD. Sessão com acompanhamento de piano ao vivo por Cadu.

Goleiro do clube operário, o torneiro Tommy, é amado pela loira Linda. Ela levanta o espírito da equipe de forma inocente e é apresentada como o “Anjo dos onze Diabos”.

Classificação indicativa – livre.

 

sab 18

16h – Cinema novo alemão – Fata Morgana de Werner Herzog. Alemanha, 1970. Legendas em português. 79’. Cópia em DVD.

Uma viagem poética pela África, poética e surreal, como um sonho, fragmentária, por ser destituída de qualquer história.

Classificação indicativa – 14 anos.

 

18h – Cinema novo alemão – Eika Katappa de Werner Schroeter. Alemanha, 1969. Com Gisela Trowe, Carla Aulaulu, Magdalena Montezuma. Legendas em inglês. 143’. Cópia em DVD.

Os dramas irreverentes sobre o amor e a morte, que combinam elementos da ópera, do teatro e do cinema, mesclam de uma maneira fascinante arte e kitsch, o sublime e o banal, Maria Callas e Caterine Valente.

Classificação indicativa – 16 anos.

 

dom 19

16h – Cinema novo alemão – Alemanha no outono (Deutschland im Herbst) de Alexander Kluge, Volker Schlöndorff, Rainer Werner Fassbinder, Alf Brustellin, Bernhard Sinkel, Katja Rupé, Hans Peter Cloos, Edgar Reitz, Maximiliane Mainka, Peter Schub. Alemanha, 1978. Legendas em espanhol. 119’. Cópia em DVD.

O filme mescla cenas de documentário com cenas de ficção para dar o espírito da Alemanha na década de 1970.

Classificação indicativa – 14 anos.

 

18h – Cinema novo alemão – A Patriota (Die Patriotin) de Alexander Kluge. Alemanha, 1979. Com Hannelore Hoger, Dieter Mainka, Alfred Edel. Legendas em português. 121’. Cópia em DVD.

A professora de história, Gabi Teichert, cava um buraco: “Ou está cavando um abrigo para si, para a 3a Guerra Mundial, ou cava em busca da história alemã.”

Classificação indicativa – 16 anos.

 

sab 25

16h – Cinema novo alemão – A morte da Maria Malibran (Der Tod der Maria Malibran) de Werner Schroeter. Alemanha, 1976. Com Magdalena Montezuma, Christine Kaufmann. Legendas em inglês. 104’.

Maria Malibran possuía a voz de meio-soprano mais bela e mais intensa de seu tempo. Com sua voz que abrangia 8 oitavas, ela também dominava todas as grandes partes de soprano.

Classificação indicativa – 14 anos.

 

18h – Cinema novo alemão – O País do silêncio e da escuridão (Land des Schweigens und der Dunkelheit) de Werner Herzog. Alemanha, 1971. Legendas em português. 95’. Cópia em DVD.

Um documentário sobre surdos-cegos, onde o espectador descobre um ensaio fílmico e sensorial sobre a comunicação.

Classificação indicativa – 12 anos.

 

dom 26

16h – Extra – Electra, a vingadora (Ilektra) de Michael Cacoyannis. Brasil, 1962. Com Irene Papas, Giannis Fertis, Aleka Katselli. Legendas em português. 110’. Cópia em DVD.

Adaptação da peça de Eurípedes. Indicado ao Oscar de Melhor Filme estrangeiro. Ganhador do prêmio de melhor adaptação cinematográfica no Festival de Cannes.

Classificação indicativa – 14 anos.

 

18h – Cinema novo alemão – Os anos de chumbo (Die Bleierne Zeit) de Margarethe von Trota. Alemanha, 1982. Legendas em português. 107’.

República Federal da Alemanha, década de 1970: Juliane encontra a irmã Marianne, que vive na clandestinidade após ter sido condenada por ter cometido um atentado terrorista incendiário.

Classificação indicativa – 16 anos.

 

qui 30

18h30 – Pré-estreia – Matança de Maria Mazzillo. Brasil, 2014. 70’.

Documentário sobre o Bumba meu boi no Maranhão.

Classificação indicativa – livre.